Implantes

 

Implantes dentários são estruturas de titânio posicionados cirurgicamente nos ossos dos maxilares abaixo da gengiva para substituir as raízes dos dentes perdidos.

dra eloa luvizuto-001

Os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais, por serem integrados ao osso. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação e fala. Este procedimento é chamado “prótese sobre implante” sendo mais seguro e mais natural do que as pontes ou dentaduras.
ponte fixa dentadura-001

 

As próteses e dentaduras comuns são desconfortáveis ou até inviáveis, devido a pontos doloridos ou falta de adaptação. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente.

 

Com a colocação de implantes não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar como é feito em pontes fixas convencionais.

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengivas saudáveis e ossos adequados para sustentá-lo. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis. Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes.

implante-dentário-001

Tanto a Carga Imediata como o Implante simples são  procedimentos seguros e podem ser realizados na própria clínica.

 

Carga Imediata

carga imediata O tempo de tratamento e a estética são, na atualidade, requisitos fundamentais para os pacientes que buscam tratamento com implantes para substituir os dentes perdidos. Entre as principais vantagens da carga imediata é a necessidade do paciente de receber a sua prótese no mesmo dia da instalação dos implantes, especialmente aqueles pacientes que nunca usaram nenhum tipo de prótese, e têm que usar uma removível provisória durante o período de osseointegração (dificuldade psicológica e funcional); ademais, de reduzir o número de procedimentos cirúrgicos e conseguir manter o nível dos tecidos moles ao redor do implante. A carga imediata pode ser usada quando tiver: quantidade e qualidade óssea ideal; protocolo cirúrgico cuidadoso; estabilidade inicial do implante; desenho do implante otimizado; estabilidade oclusal e ausência de interferências oclusais; ausência de bruxismo.

Prótese Tipo Protocolo

protese tipo protocolo A prótese do tipo protocolo é a grande revolução da odontologia para os portadores de próteses totais (dentaduras). As Próteses Tipo Protocolo são próteses fixas sobre 4 ou mais implantes tanto na mandíbula como na maxila, usados para substituir próteses totais (dentaduras) proporcionando maior função, conforto, estabilidade e estética ao paciente.O material utilizado nas próteses tipo protocolo é o acrílico com dentes em resina. As reabilitações totais sobre implantes tanto na maxila como na mandíbula também podem ser realizadas utilizando dentes em porcelana para isto, o profissional tem sempre que levar em consideração a indicação correta correspondente a cada caso.

Overdenture

overdenture Overdenture é uma prótese total móvel sobre 2 a 4 implantes, confeccionada em acrílico retida através de um clip plástico sobre uma barra metálica utilizando dentes acrílicos nacionais ou importados. (Veja imagens ilustrativas de uma overdenture inferior sobre 2 implantes em modelo ilustrativo de resina). A opção de overdenture sobre 4 implantes é realizada no arco superior (maxila) enquanto que a overdenture sobre 2 implantes é realizada no arco inferior (mandíbula). Esta diferença de números de implante se dá pela diferença da qualidade do osso. Esta prótese overdenture está indicada nos casos em que a disponibilidade de osso do paciente é menor, pacientes idosos com dificuldade de higienização das próteses fixas e pacientes com grande perda óssea e consequente falta de suporte labial.

Implante Curto

implante curto Um dos principais desafios a ser enfrentado na implantologia é a colocação de implantes em áreas com deficiência de tecido ósseo sem causar danos a estruturas anatômicas importantes. Na maxila, a preocupação mais frequente a ser enfrentada é quanto à proximidade do seio maxilar da crista do rebordo alveolar nos implantes posteriores e na região anterior, do assoalho da fossa nasal e do canal palatino. Para reabilitar com implantes, áreas com quantidade insuficiente de tecido ósseo considerando as estruturas anatômicas, é necessária a realização de um tratamento prévio da área. A colocação de implantes curtos, ou seja, com menos de 10 mm de comprimento, podem suprimir ou minimizar esse tratamento. Considerado um tratamento menos complexo, menos invasivo e menos traumático. Estudos mais recentes têm sugerido a utilização desses implantes em situações de limitada altura óssea vertical.

Enxerto Ósseo

enxerto osseo Enxertos ósseos são necessários quando pacientes não possuem estrutura óssea adequada para receber implantes dentários. Isso é necessário sempre que um dente é perdido e o osso que se encontrava ao redor do dente é reabsorvido, esse processo de reabsorção óssea ou atrofia, torna o osso progressivamente mais fino tornando a colocação do implante quase que impossível. Existem casos que estes dentes foram perdidos há muitos anos, o que torna necessário a realização de um procedimento para reconstruir o osso perdido, denominado de enxerto ósseo.​ Os blocos ósseos são fixados no osso do paciente e após 6 a 12 meses os implantes dentários podem ser instalados. Eles podem ser do próprio paciente ou de banco de ossos. O procedimento pode ser realizado sob anestesia local no próprio consultório.